Tg-Doxa - Professor Tiago Lacerda
Filosofia, Sociologia e Direito





Para confirmar, clique em cadastrar e confira em sua caixa de e-mails.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

A cortina da noite

Não consigo fechar os meus olhos,
Não, eles não pesam, não cansam,
Já desisti de qualquer prece para tal,
Mas mesmo com eles abertos, nada posso ver,
A cortina da noite me envolve.



Quando nada mais quero pensar,
Quando tudo que se podia especular,
Tudo que poderia me calar, se esvai,
Já não tenho mais vontade de tentar,
A cortina da noite me absorve.


Não me entreguei ao fastio,
Não é esse o meu problema, é outro,
Outro ou outra, forma de pensar,
Não falo somente da alteridade,
A cortina da noite me ilumina.


Mas certamente não há no mundo,
Melhor amiga e conselheira,
Melhor ouvinte e terapeuta,
Noite que grita com seu silêncio,
A cortina da noite é penumbra.


Olho sem ver, vejo o nada,
A noite me é clara, mas,
Meu problema são os olhos,
Ou melhor, a forma que me ensinaram a olhar,
A cortina da noite me ensina.

Sem perceber algo me tira a noite,
Ela ainda é notória, mas agora escurece,
Sua escuridão é tão tímida que se vai,
Me deixa a sós, me deixa desprotegido,
A cortina da noite me desvela.

Autor: Tiago Lacerda

4 comentários:

Jonas Rodrigues disse...

;) Gostei... Parabéns, Ficou ótima, você sempre me surpreende!!!

SUCE$$O...

Tiago Lacerda disse...

Obrigado meu amigo! Espero ler os teus textos em breve!

Orvalho do céu disse...

Olá, Tiago
Esta lindo o poeta que habita dentro do seu coração!!!
Continue!!!
Que se descortine tudo e um pouco mais!!!
Bjs fraternos de paz

Orvalho do Céu disse...

Amigo do coração
Recuperei os blogs e e-mail...
Deus seja louvado!!!
Que a sua Páscoa lhe seja suave e feliz!!!
Bjm de paz

Related Posts with Thumbnails

Postagens mais visitadas na última semana!