Tg-Doxa - Professor Tiago Lacerda
Filosofia, Sociologia e Direito





Para confirmar, clique em cadastrar e confira em sua caixa de e-mails.

domingo, 4 de julho de 2010

Escuta X Espiritualidade


Blogagem Coletiva VIII - Espiritual-Idade - Blog da Rosélia

Saber ouvir é saber silenciar-se para ajudar o outro a dizer aquilo que ele precisa colocar para fora. É saber dar atenção ao outro que busca em Deus forças para ser uma pessoa autêntica. Mas saber ouvir é silenciar interior e exteriormente para ouvir a Deus que nos ensina o melhor caminho a trilhar. Esta semana estou em retiro espiritual aqui em Itaicí-SP. É um momento doloroso de calar, silenciar até o último suspiro para ouvir os suspiros de Deus, que para mim vêm por sensações, moções que posso sentir e contemplar junto com a natureza, com as pessoas, com as situações que vivo. O mundo é ruidoso, não nos dá oportunidade de silenciar, tampouco de escutar. No barulho ouvimos sempre alguma coisa distorcida, não compreendemos bem as coisas, por isso, às vezes gritamos com nosso interlocutor porque não compreendemos o que ele disse, por estarmos envoltos nos ruídos que nos cercam. Com Deus não precisamos gritar, mas se não aprendermos a escutá-lo da forma que Ele se manifesta, não vamos adiante, podemos até gritar, Ele nos ouvirá, mas nós não teremos retorno, não porque Ele não o faz, mas porque não sabemos como fazer isso bem. Queremos um Deus útil, que satisfaz nossas necessidades, nosso Deus não é assim. Neste sentido podemos fazer uma teologia apofática, dizer o que Ele não é. Mas podemos por outro lado dar ênfase naquilo que já sabemos que é, e Deus se resume em uma única palavra, AMOR. Na primeira carta de São João 4, 8, encontramos esta verdade. E o amor não nos exclui, não nos abandona e não deixa de ouvir-nos. Somos nós instrumentos que necessitam de uma afinação diária para tocar na nota certa, uma nota que possa ser ouvida universalmente, uma nota LÁ é a mesma em toda parte do mundo, música é matemática. Escutar é a matemática que nos leva a uma vida melhor. Quem sabe escutar, além de errar menos, vive muito melhor. E o que fazer com o que escutamos? Discernir. Santo Inácio de Loyola nos ensina que antes de qualquer decisão ou discernimento é preciso um silêncio absoluto, porque assim podemos certamente saber se o que escutamos vem de Deus ou de algum espírito que nos desorienta e nos leva por outros caminhos que não os de Deus.
A espiritualidade da escuta é simplesmente saber deixar que os nossos sentidos se calem, não para ficarem inertes e inoperantes, mas é um calar para uma afinação teleológica, com uma finalidade de agir melhor de forma mais simples dentro de nós mesmos e no mundo.

2 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá, amado de Deus e nosso
A cada Domingo vc se supera e nos encanta com tantg docilidade ao sopro de Deus que nos repercute e impulsiona para o bem maior...
Vc participar da nossa BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL ECUMÊNCIA é motivo para mim de ficar envolvida com o Místico a cada semana.
Bjs e uma grande possibilidade de que a Voz Divina lhe seja favorável em seu Retiro.

Ir. Joice disse...

Oi, Tiago
Belo texto, a vida é gestada no silêncio, toda e qualquer experiência mística também parte desse pressuposto: Deus gestado no coração. Tudo de concreto que se busca, especialmente o amor, é adquirido dessa forma. Em nosso interior existe uma pré-disposição para escutar ao Senhor. Nesse aposento secreto, apontado pelos grandes místicos, se encontra o código original de imagem e semelhança de Deus, é aonde Deus deixou a sua marca definitiva.
É essa marca que Deus vai reencontrar no céu, porque nós não a perdemos nunca.
Rezo que sua busca pelo seu aperfeiçoamento alimente a certeza de que você é muito amado por Deus! Um forte abraço.

Related Posts with Thumbnails

Postagens mais visitadas na última semana!