segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Onde o Supremo bem se esconde?


por Tiago Lacerda

Quem somos nós? O que sabemos?
Quando sabemos, já não o mais.
Quando pensamos que é, nos deparamos com o nada!
Se ele não é, como podemos nos deparar com ele?

Para existir não é necessário ser?
Mas o que é ser num mundo onde tudo é o ter?
Onde as riquezas, a honra e o poder, ficam esperando por mim e você.
Estes são caminhos que nos levam somente a esmorecer.

Busquemos aquilo que nos satisfaça!
Mas como posso intitular tal façanha?
O bem, a quem, a cem... a suprema felicidade?
Podemos encontrá-la, acredite!

Ela é um bem certo, e sua forma de percebê-la, incerta.
Há bens que são incertos e sabemos muito bem como lográ-los.
Se não sabemos o caminho, o quê nos impede buscá-lo?
O ser, o ter, o querer... qual infinitivo?

Não deixe que a angústia de estar diante do nada,
A angústia de estar diante, estonteante,
Seja a última palavra, o ponto final.
Lance mão de reticências.

Não se detenha em vírgulas e pontos finais,
O papel aceita o que nele se coloca,
Nossa existência aceita o que planejamos.
Planeje!


Related Posts with Thumbnails

Postagens mais visitadas na última semana!