sexta-feira, 22 de maio de 2009

Se eu soubesse



Se algum dia eu soubesse que nunca mais veria você... Eu lhe daria um abraço mais forte. Se eu soubesse que seria a última vez a ver você... Eu lhe daria um beijo e o chamaria para dar mais um. Se eu soubesse que seria a última vez a ouvir sua voz... Eu gravaria cada momento e cada palavra, para revê-los depois todos os dias. Se eu soubesse que seria a última vez que eu poderia parar mais um ou dois minutos para dizer-lhe: “gosto de você”... Eu diria, ao invés de deixar que você presumisse. Se eu soubesse que hoje seria o último dia a compartilhar com você... O sentiria muito mais intensamente em vez de deixá-lo simplesmente passar. Sempre acreditamos que haverá o amanhã para corrigir um descuido para ter uma segunda chance de acertar. Será que haverá uma chance para dizer... “Posso fazer uma coisa para você?” O amanhã não é garantido para ninguém, seja para jovens, ou mais velho, e hoje pode ser a última chance de abraçarmos aquele que amamos. Então se estamos esperando pelo amanhã, por que não agirmos hoje? Assim se o amanhã não chegar, não teremos arrependimentos de não termos aproveitado um momento para um sorriso, para um abraço, para um, uma gentileza porque estávamos muito ocupados para dar a alguém o que poderia ser o seu último desejo. Abracemos hoje aquele que amamos, sussurremos em seus ouvidos, dizendo-lhes o quanto nos são caros e que sempre os amamos. Apesar da distância você está em nosso convívio e amamos muito você. Aproveite o dia, como se fosse o último, pois não sabemos o que ira acontecer nos próximos minutos, podemos estar sorrindo e após alguns segundos chorando, se prepare, sempre mais e mais e tenha fé. “Não sois capazes de compreendê-las agora. Quando, porém, vier o Espírito Santo da verdade, ele vos conduzirá à plena verdade.” (João 16, 20). ...Em verdade, em verdade vos digo, vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegará, Vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria. (João 16, 20). “A morte, embora nos entristeça, ela é fecunda e causa alegria”.Sempre que estiver triste, lembre-se que tem alguém que se alegra por você existir.
(Autor desconhecido)

Recebi diversas mensagens nesta semana dos meus amigos me dirigindo uma palavra de carinho e força pelas vicissitudes que tenho enfrentado. Resolvi postar esta a pedido do Jonas e que ela de uma forma simples nos leve a perceber que devemos aproveitar ao máximo cada momento de nossa vida, pois ela é como esta flor acima, tão frágil que o tempo e o vento (as vicissitudes) nos levam aos poucos. Ela é um convite a dizermos sempre, o quanto amamos as pessoas que estão em nossa volta.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

A Luz


Luz que me ilumina e me leva a pensar,
pensar que não estou só, pensar que há um outro lugar,
onde eu possa me calar, onde eu possa chegar.
Às vezes olho para um lado e outro, escuridão,
ora começo a chorar, ora há uma luz a me consolar,
um consolo caloroso, um sinal de perdão,
uma luz notória invadindo o meu coração.
Eu tento imaginar de onde vem essa luz,
não sei explicar, ela é ofuscante, não posso olhar,
o que sei é que ela me aquece, me mostra um caminho,
às vezes mui limitado, difícil de se ver.
Mas quando percebo que não enxergo nada,
é porque olho de uma forma errada,
não é no horizonte que devo mirar,
deve ser vertical o meu caminhar.
Essa luz só pode vir do alto,
e deve ter muita energia, ela não se apaga,
as vezes eu não a vejo,
não que ela tenha sumido, mas sim, fechado eu os meus olhos.
Essa luz só pode ser o Amor,
Essa luz só pode ser puro calor,
Essa luz é um borrador,
de medos, inseguranças e escuridão.

domingo, 10 de maio de 2009

Viver como irmãos


Os ensinamentos de Cristo não são tão fáceis de se seguir como as pessoas pensam. Há muitos obstáculos, muitas dificuldades que encontramos na vida prática. Um coisa é ler e maravilhar-se com as teorias que várias pessoas escrevem sobre como viver bem com os outros e tê-los como irmãos, outra coisa é colocar isso tudo na nossa vida real. Acredito que essa não vivência comunitária, não tem fundamentos somente na deficiência do ensino religioso, mas sobretudo é resultado também de uma cultura que tem como escopo o lucro e o individualismo. Matin Luther King sabiamente escreveu que "aprendemos a voar com os pássaros e a nadar com os peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos". Esta é uma tarefa árdua e exige de nós muito esforço e renúncias. É preciso deixar nossas próprias vontades para que a vontade do grupo seja manifestada, na comunidade não pode haver espaço para o egoísmo, a partilha é a linguagem universal que os irmãos devem saber falar. O amor mútuo se dá quando há esforço para reconhecer e aceitar as diferenças. E isso não é um caminho rápido, mas lento e progressivo e sempre com um espírito de oração pelo outro. Rezar por quem gostamos é fácil, o difícil é cada um de nós fazê-lo por quem não nos causa empatia. Mas, esta é uma das trilhas que nos leva à Deus, a aproximar-se do outro como irmão, perceber que nele, eu posso ver a imagem de Deus. É preciso deixar de lado os preconceitos, as diferenças e fazer a parte que nos cabe. Aprender a viver como irmãos é fazer o mesmo caminho da semente de trigo, que para nascer, tem que morrer; assim para vivermos como irmãos é preciso morrer um pouco a cada dia para que uma nova pessoa possa surgir, uma pessoa capaz de amar sem discriminar. Mas não nos preocupemos, porque enquanto estivermos aqui na terra, teremos limitações para tal, somos como uma rosa, iniciamos como o botão ainda muito fechado, mas logo se abrirá. Aberto totalmente, somente no céu, mas até lá cada um pode fazer a sua parte. Viver como irmãos é uma arte!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Aparências


Gostaria de partilhar sobre esta mulher da foto acima, Susan Boyle, que participou do Britain's Got Talent, um misto de Show de Calouros, uma senhora britânica de 47 anos, subiu ao palco para cantar "I Dreamed a Dream", do musical Os Miseráveis. Seu sonho é o sonho de muitos, ser um cantor profissional. Ela foi desacreditada por todos, mas conseguiu com seu jeito simples mostrar que tinha capacidade para desenvolver o que queria, cantar e o fez brilhantemente, o que lhe rendeu pedidos de desculpas pelo tratamento cínico e por terem desacreditado nela. Mas o que quero dizer ou ilustrar com esta personagem que o mundo inteiro ouviu falar nestes últimos dias? Qual a semelhança de Susan com a nossa vida? A sociedade em que vivemos é um mundo de aparências, julgamos o que o outro nos apresenta, e às vezes interpretamos mal o que vemos. não podemos ver o coração das pessoas e nem sempre temos paciência para parar e ouvir quem nos chama, quem nos quer apresentar seus dons; temos medo, medo de sermos menos valorizados, de perder o nosso posto, de que as pessoas não nos ame como esperamos, nos frustramos. Temos na bíblia os sepúlcros caiados, pessoas que por fora são de boa aparência e retos no agir, mas por dentro exala um mau cheiro. Por isso rezamos que mais vale confiar no Senhor do que nos grandes da terra, mais vale colocar nossa confiança em quem não nos trairá, não nos decepcionárá. Quando rezo peço a Deus forças para ser, como João Batista, uma seta, que aponta os caminhos, mas que vive neles também, uma pessoa que prega com o testemunho, e que não julga as pessoas pelas aparências, mas as ame com o amor que necessitam, que não tiveram e que temos a oportunidade de manifestar. A partir do momento que assisti ao vídeo desta mulher acima, me emocionei e pensei algumas coisas em minha vida. Com seu jeito simples, Susan me ensinou a ter garras e confiar, mesmo quando todos estão contra. A lutar pelos nossos sonhos, mesmo quando parecer impossível, inalcansável. A ir até o último minuto com a cabeça erguida, simplesmente este foi o vídeo do mês, gostaria de quem tivesse a oportunidade de assistir que o faça.
Esta é a versão legendada no You Tube:

terça-feira, 5 de maio de 2009

Amizade


Uma das coisas que me surpreende é o valor das minhas amizades. Da força que sempre tenho ao perceber que ao meu lado Deus coloca pessoas que me auxilia a caminhar. Algumas dessas pessoas estão fisicamente distantes, mas no meu coração estão cada vez mais perto. É assim que acontece às vezes, podemos ser rodeados por pessoas e nos sentirmos solitários e aqueles que estão distantes de nós os sentimos mais perto. Amigo é aquele que nos empresta um ombro nos momentos difíceis e, que não nos pede o nosso ombro quando fadigado, porque sabe que se achegar-se encontrará acolhimento. Amizade é ter liberdade de dizer que o outro é importante e que tem significados imensuráveis em nossa existência. É dizer também o que ele pode fazer para melhorar sem magoá-lo. Os verdadeiros amigos são aqueles que mesmo com poucas ou nenhuma palavra se fazem presentes. Certa vez passei por uma cirurgia e eu tinha ao meu lado uma amiga que não me dizia uma palavra, mas estava ali; com seu silêncio eu sentia a voz de Deus, às vezes Ele fala e não O percebemos, os amigos também são assim, é preciso calar para ouvir os sussurros mais íntimos e os pedidos de socorro que nem sempre são exteriorizados, mas devem ser percebidos. Agradeço a a Deus porque me concedeu amigos verdadeiros e que fazem parte do meu grande tesouro.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Livre para amar


Quase todos os dias eu escuto alguem dizer que não tem liberdade de fazer isso ou aquilo porque alguém lhe tirou essa prerrogativa ou simplesmente porque tem medo de ousar tentar; medo do que o outro dirá a respeito.
A liberdade está dentro de cada um de nós! Eu escolho, eu decido a fazer o que quero, mesmo sabendo que algumas coisas não me convém, mesmo assim tenho a liberdade de escolher livremente em fazê-las ou não. Como aspirante à uma consagração religiosa eu sou livre em não fazer certas coisas, não porque me é proibido e que me acarretará uma sanção, mas porque sou livre em optar pelo melhor em minha vida. Como que saberei se é o melhor?! Coloco em Deus e procuro ver nEle e por ele as minhas ações, se elas condizem com o que me dispus a cumprir. A liberdade não pode ser algo que faz da pessoa um escravo, mas deve deixar em cada um de nós a sensação de prazer de estar na presença de Deus, de contemplar um horizonte que muitos não poderão porque estão presos a regras e se esquecem de contemplá-lo e perceber o seu horizonte infinito de misericórdia e amor.


Sentir a Deus sobre uma montanha, dar brados de alegria na sua presença, poder ter um coração grato pela vida mesmo diante de todas as suas vicissitudes são atos que nos levam a contemplar em Deus a nossa vida de homens e mulheres livres, que são amados e sabem manifestar esse amor.


Related Posts with Thumbnails

Postagens mais visitadas na última semana!